USP ensina Sociologia

conceitos

Conceitos sociológicos fundamentais

Por que estudar sociologia?
Autor: Kaue Sousa Gomes

dezembro /2017

Neste artigo pretende-se apresentar a contribuição e a importância da disciplina sociologia no ensino médio. Com isso, percorrerei as bibliografias que evidenciam os embates teóricos e políticos da obrigatoriedade no ensino básico no Brasil, desde o seu início, isto é, a partir do final do século XIX até os dias de hoje com a chamada “reforma do ensino médio”.

Em paralelo a essa reconstrução histórica sobre a implementação da disciplina, será abordado durante a exposição uma apresentação da sociologia (surgimento, formação e desenvolvimento). Desta forma, será oportuno demonstrar a constituição de seu projeto intelectual tenso e contraditório, representando para muitos sociólogos uma poderosa ferramenta a serviço dos interesses dominantes, e para outros, uma expressão teórica dos movimentos revolucionários.

Texto - Atividades didáticas

_______________________________________________________________________

Poder, Subjetividade e Verdade: uma breve introdução sociológica à última fase do pensamento de Foucault

Autor: Douglas Nunes Vieira

julho/2017

O objetivo geral deste trabalho é elaborar um conteúdo didático sobre a última fase do pensamento de Foucault. Na parte teórica, fazemos uma breve introdução desta última fase mostrando sua especificidade. Nela, Foucault investigou o problema da relação entre sujeito, verdade e poder não mais a partir das teorias científicas e das práticas coercitivas, como havia feito nas fases anteriores, e sim das práticas de si. Para o filósofo, em nossa sociedade, o exercício de poder efetivou-se através de práticas de subjetivação da verdade, isto é, práticas que vinculam o sujeito a uma verdade sobre si mesmo, que disseminaram-se ao longo da história e determinaram formas de governar que se estabeleceram até os dias de hoje. Na segunda parte de nosso conteúdo, propomos uma sequência de aulas com o objetivo de mostrar como o tribunal de justiça é uma das instituições fundamentais da atualidade em que se dá essa forma de exercício de poder.

Texto - Atividades didáticas

_______________________________________________________________________

Fetichismo e reificação: a pertinência da teoria marxiana para a compreensão do processo de globalização
Autores: Danilo Ferreira de Souza e Raphael Paulino Gimenes

dezembro/ 2014

O objetivo desse artigo consiste em estabelecer uma discussão acerca do processo de globalização a partir da teoria marxiana, enfatizando os conceitos de fetichismo e reificação. A proposta é apresentar essas questões de uma maneira ensaística, ou seja, partir de alguns textos clássicos do próprio Marx e relacioná-los com linhas de pensamento contemporâneas específicas que seguem essa tradição. Isso significa que não será feito um levantamento exaustivo de todas as abordagens possíveis. A primeira parte do artigo versará sobre o método dialético apresentando as divergências entre o sistema hegeliano e o materialismo histórico de Marx. A partir de então se definirá os conceitos problematizando-os em seu devido contexto e, finalmente, será exposta as discussões contemporâneas sobre o assunto.

TextoAtividades didáticas 
_______________________________________________________________________

O poder disciplinar de Michel Foucault: algumas interpretações
Autoras: Adriana Mendes Diogo e Mairin Imoto Saito

dezembro/ 2014

Este trabalho apresenta uma revisão do conceito de poder disciplinar elaborado por Michel Foucault em seu livro Vigiar e Punir. Abordaremos seus mecanismos de funcionamento, bem como seus dispositivos característicos, enfocando o aspecto produtivo do poder disciplinar, o seu papel no processo de construção da individualidade (celular, orgânica, genética e combinatória) e de corpos dóceis e úteis economicamente, além dos mecanismos de controle e vigilância responsáveis pelos processos de normalização dos indivíduos. Para tanto, consideramos os textos originais de Michel Foucault e alguns de seus comentadores, como Gilles Deleuze, Paul Rabinow e Roberto Machado, além de artigos mais recentes de pesquisadores que se debruçaram sobre a questão do poder disciplinar na atualidade, buscando olhar, sempre que possível, sua configuração na escola.

TextoAtividades didáticas  
_______________________________________________________________________

O conceito de representações coletivas em Durkheim
Autor: Francesco Andrade Tomei


dezembro/ 2013

O conceito de representações coletivas é fundamental para compreender algumas das contribuições de Durkheim, tanto para algumas correntes da Antropologia, quanto para a sociologia do conhecimento. Assim, neste trabalho, retomaremos os textos Algumas formas primitivas de Classificação (1903), Representações individuais e representações coletivas (1898) e trechos de As Formas elementares da vida religiosa (1912) para expor o conceito de representações coletivas do autor, e mostrar como este se insere na sua proposta sociológica, exposta em As Regras do Método Sociológico (1895).

TextoAtividades didáticas   
_______________________________________________________________________

O conceito de papel social em Goffman
Autor: Vinicius Santucci Rossini

dezembro/2013

Uma das principais contribuições de Erving Goffman (1922-1982) para o campo das ciências sociais foi o conceito de “papel social”. Utilizando-se da metáfora teatral, Goffman elabora sua teoria das relações sociais cotidianas, usando um conjunto de termos, entre eles o de “papel social”. Segundo ele, qualquer situação pode ser entendida como atores que se utilizam de representações para causar uma impressão, sob controle, ao público. Para isto, o ator mobiliza diversos elementos em sua volta, seja nas roupas que utiliza, o modo de gesticulação e fala ou o ambiente em que esta inserida. Uma boa representação seria aquela em que o ator convence o público que está de fato representando seu papel social: um conjunto de deveres e representações pré-estabelecidas a certas posições sociais.

Texto Atividades didáticas  
_______________________________________________________________________

Populismo

O conceito de populismo ao longo do tempo
Autor: Ricardo S. Lugó

dezembro / 2010

Neste texto, procuramos mostrar o surgimento do populismo ainda no século 19, como o fenômeno foi estruturado e trabalhado por cientistas políticos, sociólogos, historiadores, economistas e filósofos ao longo do tempo, a forte crítica conceitual que recebeu de historiadores a partir da segunda metade dos anos 80 e, por fim, a atualização do conceito feita nesta década por cientistas políticos, para dar conta da análise dos problemas contemporâneos. Estaríamos, então, diante do neopopulismo.

 Texto -  Atividades didáticas

______________________________________________________________________

Massa

A massa irracional de Le Bon versus a massa "psicanalítica" de Freud: a crítica de Theodor Adorno e Max Horkheimer
Autor: Ricardo S. Lugó

dezembro / 2010
 

O texto pretende discutir o conceito de massas a partir da crítica de Theodor Adorno e Max Horkheimer à conceitualização de Le Bon. O conceito de massas normalmente é acompanhado de um sentido negativo. Totalitarismo, manipulação, irracionalidade, perda da autonomia, tendências à barbárie e condutas reacionárias são algumas das ideias associadas ao conceito de massa. Adorno e Horkheimer apontam que muitas dessas correlações, como acontece em Le Bon, são flagrantemente ideológicas; são formas de desqualificar as mobilizações proletárias e os movimentos socialistas que ganhavam corpo na Europa no início do século 20. 

Texto

______________________________________________________________

Ideologia

Ideologia ou ideologias?
Autora: Larissa Bortoloti Aquino

junho / 2011

Este texto apresenta uma genealogia do conceito marxista de ideologia, com o objetivo de fornecer subsídios para o ensino do mesmo. Para tanto, serão expostas as concepções de ideologia de dois pensadores do marxismo: o próprio Karl Marx e Antonio Gramsci. O acesso às principais obras desses pensadores mostrou que, para Marx, a ideologia é falsa interpretação da realidade e, para Gramsci, ela equivale à concepção de mundo. A relevância da compreensão do conceito se justifica duplamente: primeiro, a ideologia é tematizada pelas propostas curriculares, sendo também mote de explicação de fenômenos sociais. Segundo, a superação da ideologia é posta como objetivo do ensino de Sociologia, viabilizando dessa maneira o desenvolvimento da capacidade crítica, da autonomia do pensamento.

Texto - Atividades didáticas

______________________________________________________________
 

Democracia

Trajetória do Voto no Brasil e no mundo
Autor:  Gustavo Fernandes de Paula

dezembro / 2017

O objetivo desse trabalho é apresentar uma trajetória histórica do direito a voto no Brasil e no mundo. O enfoque está no processo de garantia de direitos políticos, em particular o direito a votar e ser votado, com seus avanços e retrocessos ao longo do tempo, até os dias de hoje, onde há sufrágio universal na maior parte dos países do Ocidente, inclusive Brasil.
Inicialmente, explica-se o voto como um tipo de direito político (direito a votar e ser votado), sendo apresentada uma evolução histórica desses direitos em diversos países ao redor do mundo, em particular, no Brasil, por meio de explanação de autores clássicos como Thomas Humprey Marshall (1967) e José Murilo de Carvalho (2008).
Na sequência, por meio de texto de Bernard Manin (2002), é discutida a trajetória da representação política e do direito ao voto em países como França, Inglaterra e Estados Unidos. Quanto ao Brasil, o texto de Jairo Nicolau (2002) e o trabalho realizado por Fernando Limongi, José Antonio Cheibub e Argelina Figueiredo Cheibub (2015) trazem um panorama histórico, desde o período imperial, até os dias de hoje. Percebe-se, ao longo do texto, que as regras eleitorais, como restrição a quem pode votar e ser votado, e os custos para os eleitores votarem, afetam a representação política, o número de eleitores, o comparecimento eleitoral, o número de votos válidos e o incentivo ou inibição a fraudes eleitorais que, em última análise, impactam o pleno exercício dos direitos políticos.

Texto - Atividades didáticas

______________________________________________________________

As concepções contemporâneas de democracia
Autora:  Juliana Nonato Corrêa

junho / 2011

O presente texto procura discorrer sobre algumas das principais concepções contemporâneas de democracia, elencando suas dimensões e maneiras de medir sua qualidade, de acordo com cientistas políticos importantes no debate atual sobre o tema. Para que possamos entender o conceito na atualidade, trataremos também dos direitos civis, sociais e políticos, intimamente relacionados ao desenvolvimento da democracia. Por fim, apresentaremos uma breve discussão sobre a democracia no Brasil, e a possível emergência de uma nova cultura política no país.

Texto - Atividades didáticas

______________________________________________________________
 

Localização

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
R. Prof. Luciano Gualberto, 315
Prédio de Ciências Sociais e Filosofia -  2o. andar - sala  13
Cidade Universitária - São Paulo - SP
 
 

Website melhor visualizado nos navegadores Firefox 3
ou superior e Google Chrome
Desenvolvido por: Regina Cariello