USP ensina Sociologia

conceitos

Conceitos sociológicos fundamentais

Por que estudar sociologia?
Autor: Kaue Sousa Gomes

dezembro /2017

Neste artigo pretende-se apresentar a contribuição e a importância da disciplina sociologia no ensino médio. Com isso, percorrerei as bibliografias que evidenciam os embates teóricos e políticos da obrigatoriedade no ensino básico no Brasil, desde o seu início, isto é, a partir do final do século XIX até os dias de hoje com a chamada “reforma do ensino médio”.

Em paralelo a essa reconstrução histórica sobre a implementação da disciplina, será abordado durante a exposição uma apresentação da sociologia (surgimento, formação e desenvolvimento). Desta forma, será oportuno demonstrar a constituição de seu projeto intelectual tenso e contraditório, representando para muitos sociólogos uma poderosa ferramenta a serviço dos interesses dominantes, e para outros, uma expressão teórica dos movimentos revolucionários.

Texto - Atividades didáticas

_______________________________________________________________________

Poder, Subjetividade e Verdade: uma breve introdução sociológica à última fase do pensamento de Foucault

Autor: Douglas Nunes Vieira

julho/2017

O objetivo geral deste trabalho é elaborar um conteúdo didático sobre a última fase do pensamento de Foucault. Na parte teórica, fazemos uma breve introdução desta última fase mostrando sua especificidade. Nela, Foucault investigou o problema da relação entre sujeito, verdade e poder não mais a partir das teorias científicas e das práticas coercitivas, como havia feito nas fases anteriores, e sim das práticas de si. Para o filósofo, em nossa sociedade, o exercício de poder efetivou-se através de práticas de subjetivação da verdade, isto é, práticas que vinculam o sujeito a uma verdade sobre si mesmo, que disseminaram-se ao longo da história e determinaram formas de governar que se estabeleceram até os dias de hoje. Na segunda parte de nosso conteúdo, propomos uma sequência de aulas com o objetivo de mostrar como o tribunal de justiça é uma das instituições fundamentais da atualidade em que se dá essa forma de exercício de poder.

Texto - Atividades didáticas

_______________________________________________________________________

Fetichismo e reificação: a pertinência da teoria marxiana para a compreensão do processo de globalização
Autores: Danilo Ferreira de Souza e Raphael Paulino Gimenes

dezembro/ 2014

O objetivo desse artigo consiste em estabelecer uma discussão acerca do processo de globalização a partir da teoria marxiana, enfatizando os conceitos de fetichismo e reificação. A proposta é apresentar essas questões de uma maneira ensaística, ou seja, partir de alguns textos clássicos do próprio Marx e relacioná-los com linhas de pensamento contemporâneas específicas que seguem essa tradição. Isso significa que não será feito um levantamento exaustivo de todas as abordagens possíveis. A primeira parte do artigo versará sobre o método dialético apresentando as divergências entre o sistema hegeliano e o materialismo histórico de Marx. A partir de então se definirá os conceitos problematizando-os em seu devido contexto e, finalmente, será exposta as discussões contemporâneas sobre o assunto.

TextoAtividades didáticas 
_______________________________________________________________________

O poder disciplinar de Michel Foucault: algumas interpretações
Autoras: Adriana Mendes Diogo e Mairin Imoto Saito

dezembro/ 2014

Este trabalho apresenta uma revisão do conceito de poder disciplinar elaborado por Michel Foucault em seu livro Vigiar e Punir. Abordaremos seus mecanismos de funcionamento, bem como seus dispositivos característicos, enfocando o aspecto produtivo do poder disciplinar, o seu papel no processo de construção da individualidade (celular, orgânica, genética e combinatória) e de corpos dóceis e úteis economicamente, além dos mecanismos de controle e vigilância responsáveis pelos processos de normalização dos indivíduos. Para tanto, consideramos os textos originais de Michel Foucault e alguns de seus comentadores, como Gilles Deleuze, Paul Rabinow e Roberto Machado, além de artigos mais recentes de pesquisadores que se debruçaram sobre a questão do poder disciplinar na atualidade, buscando olhar, sempre que possível, sua configuração na escola.

TextoAtividades didáticas  
_______________________________________________________________________

O conceito de representações coletivas em Durkheim
Autor: Francesco Andrade Tomei


dezembro/ 2013

O conceito de representações coletivas é fundamental para compreender algumas das contribuições de Durkheim, tanto para algumas correntes da Antropologia, quanto para a sociologia do conhecimento. Assim, neste trabalho, retomaremos os textos Algumas formas primitivas de Classificação (1903), Representações individuais e representações coletivas (1898) e trechos de As Formas elementares da vida religiosa (1912) para expor o conceito de representações coletivas do autor, e mostrar como este se insere na sua proposta sociológica, exposta em As Regras do Método Sociológico (1895).

TextoAtividades didáticas   
_______________________________________________________________________

O conceito de papel social em Goffman
Autor: Vinicius Santucci Rossini

dezembro/2013

Uma das principais contribuições de Erving Goffman (1922-1982) para o campo das ciências sociais foi o conceito de “papel social”. Utilizando-se da metáfora teatral, Goffman elabora sua teoria das relações sociais cotidianas, usando um conjunto de termos, entre eles o de “papel social”. Segundo ele, qualquer situação pode ser entendida como atores que se utilizam de representações para causar uma impressão, sob controle, ao público. Para isto, o ator mobiliza diversos elementos em sua volta, seja nas roupas que utiliza, o modo de gesticulação e fala ou o ambiente em que esta inserida. Uma boa representação seria aquela em que o ator convence o público que está de fato representando seu papel social: um conjunto de deveres e representações pré-estabelecidas a certas posições sociais.

Texto Atividades didáticas  
_______________________________________________________________________

Populismo

O conceito de populismo ao longo do tempo
Autor: Ricardo S. Lugó

dezembro / 2010

Neste texto, procuramos mostrar o surgimento do populismo ainda no século 19, como o fenômeno foi estruturado e trabalhado por cientistas políticos, sociólogos, historiadores, economistas e filósofos ao longo do tempo, a forte crítica conceitual que recebeu de historiadores a partir da segunda metade dos anos 80 e, por fim, a atualização do conceito feita nesta década por cientistas políticos, para dar conta da análise dos problemas contemporâneos. Estaríamos, então, diante do neopopulismo.

 Texto -  Atividades didáticas

______________________________________________________________________

Massa

A massa irracional de Le Bon versus a massa "psicanalítica" de Freud: a crítica de Theodor Adorno e Max Horkheimer
Autor: Ricardo S. Lugó

dezembro / 2010
 

O texto pretende discutir o conceito de massas a partir da crítica de Theodor Adorno e Max Horkheimer à conceitualização de Le Bon. O conceito de massas normalmente é acompanhado de um sentido negativo. Totalitarismo, manipulação, irracionalidade, perda da autonomia, tendências à barbárie e condutas reacionárias são algumas das ideias associadas ao conceito de massa. Adorno e Horkheimer apontam que muitas dessas correlações, como acontece em Le Bon, são flagrantemente ideológicas; são formas de desqualificar as mobilizações proletárias e os movimentos socialistas que ganhavam corpo na Europa no início do século 20. 

Texto

______________________________________________________________

Ideologia

Ideologia ou ideologias?
Autora: Larissa Bortoloti Aquino

junho / 2011

Este texto apresenta uma genealogia do conceito marxista de ideologia, com o objetivo de fornecer subsídios para o ensino do mesmo. Para tanto, serão expostas as concepções de ideologia de dois pensadores do marxismo: o próprio Karl Marx e Antonio Gramsci. O acesso às principais obras desses pensadores mostrou que, para Marx, a ideologia é falsa interpretação da realidade e, para Gramsci, ela equivale à concepção de mundo. A relevância da compreensão do conceito se justifica duplamente: primeiro, a ideologia é tematizada pelas propostas curriculares, sendo também mote de explicação de fenômenos sociais. Segundo, a superação da ideologia é posta como objetivo do ensino de Sociologia, viabilizando dessa maneira o desenvolvimento da capacidade crítica, da autonomia do pensamento.

Texto - Atividades didáticas

______________________________________________________________
 

Localização

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
R. Prof. Luciano Gualberto, 315
Prédio de Ciências Sociais e Filosofia -  2o. andar - sala  13
Cidade Universitária - São Paulo - SP
 
 

Website melhor visualizado nos navegadores Firefox 3
ou superior e Google Chrome
Desenvolvido por: Regina Cariello

 

Powered by Drupal