USP ensina Sociologia

corpo e sexualidade

Corpo e Sexualidade

Sexualidade(s) e identidade(s): subvertendo noções
Autora: Ane Talita da Silva Rocha

junho / 2011

Pretendo fazer uma breve revisão teórica sobre os estudos acerca da sexualidade nas ciências sociais, sobretudo na antropologia, para em seguida me deter sobre a questão das identidades sexuais, que me parece central para ser trabalhada em sala de aula. O olhar sociológico e antropológico pode nos ajudar a desconstruir visões arraigadas e a problematizar questões latentes no universo jovem e com as quais a escola muitas vezes não sabe lidar. A partir do viés das ciências sociais, podemos enxergar a sexualidade como um fenômeno social e histórico, uma vez que os corpos não têm nenhum sentido intrínseco, pois este varia no tempo e entre as sociedades, sendo o que chamamos de “constructo histórico”. O objetivo deste texto é auxiliar o professor a pensar sobre essa questão, ampliando seu repertório teórico e cultural, para que possa propor um novo tipo de diálogo sobre a sexualidade no ambiente escolar.

Texto - Atividades didáticas - Sugestões de filmes  

______________________________________________________________

Mulheres e AIDS no Brasil
Autora: Carolina Cordeiro Mazzariello

junho / 2013

Dada à relevância do tema e da importância de discuti-lo com os jovens - a fim de informar bem como de desfazer alguns mitos que envolvem o HIV/Aids, é que julgamos de extrema importância que sejam feitas algumas considerações sobre a epidemia no Brasil, especialmente entre as mulheres, tendo em vista as consequências que a construção histórica da Aids - um tanto equivocada - pode ter trazido para a prevenção e controle da doença entre este segmento da população. Frequentemente os trabalhos que tem discutido o tema mulheres e Aids têm dedicado especial atenção às relações de gênero e suas implicações neste contexto,
seguindo essa mesma orientação pretendemos, a partir do referencial das Ciências Sociais e Humanas, apresentar ao leitor um breve panorama sobre questões associadas à epidemia de Aids entre mulheres no Brasil. Para contextualizar o leitor, na primeira parte do artigo traçaremos um breve histórico do HIV/Aids. Em sequência faremos algumas considerações sobre o referencial socioantropológico do conceito de gênero - essencial para o entendimento do tema que será tratado. E, por fim, realizaremos uma discussão específica sobre Aids e mulheres no âmbito das Ciências Sociais e Humanas. Ressaltamos que a intenção não é esgotar a temática e sim introduzi-la de modo a oferecer caminhos úteis e que facilitem sua abordagem dentro da escola.

TextoAtividades didáticas

Localização

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
R. Prof. Luciano Gualberto, 315
Prédio de Ciências Sociais e Filosofia -  2o. andar - sala  13
Cidade Universitária - São Paulo - SP
 
 

Website melhor visualizado nos navegadores Firefox 3
ou superior e Google Chrome
Desenvolvido por: Regina Cariello