USP ensina Sociologia

direitos

Direitos Humanos

A Educação em Direitos Humanos
Autora: Clarice Divino Carvalhinho Lopes

Julho / 2017

É comum depararmo-nos com falas que expressam grande desagrado e contestação para com o discurso e o cumprimento dos Direitos Humanos em nossa sociedade. Constantemente estes são desmerecidos como "direitos para bandidos" ou ainda, são compreendidos como privilégios a serem respeitados, na medida em que os indivíduos cumprem com seus deveres e obrigações. Em outras palavras, os Direitos Humanos não são compreendidos como inalienáveis ou em seu caráter universal e incondicional, mas como uma prerrogativa comumente traduzida como "direitos humanos para humanos direitos". Em meio a um cenário tão inóspito à discussão sobre a universalidade da cidadania, fortalecido pelas cotidianas violações de direitos fundamentais as quais grande parte da sociedade vivencia, como o direito à integridade física  e à educação, como construir e legitimar o discurso e as ações de Direitos Humanos? Como transmitir informações sobre estes direitos, advertir e prevenir violações? Quais seriam os caminhos para levar o discurso dos Direitos Humanos à uma prática cotidiana, disseminada e transformadora?

Texto - Atividades didáticas

_______________________________________________________________________

Localização

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
R. Prof. Luciano Gualberto, 315
Prédio de Ciências Sociais e Filosofia -  2o. andar - sala  13
Cidade Universitária - São Paulo - SP
 
 

Website melhor visualizado nos navegadores Firefox 3
ou superior e Google Chrome
Desenvolvido por: Regina Cariello